sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

O som da MADRUGADA





Ontém eu era pó;
Agora eu sou o nó
do laço que nos uniu.
É  do som dessa música
Que o meu amor grita
Que esse brando amor me deixa despida.
É na luz do quarto
Que eu sinto-me envolta em teus braços
E esse vinho,essa rede e essa música
Lembra-me do nosso amor da minha vida.

Beijo no coração

Dáfni Priscila

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

...




"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessoa; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê!"

Florbela Espanca

Beijo no coração,

Dáfni Priscila

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Emoções e Sensações



Eu queria ser poeta
Possuir as asas da imaginação
Sentir as sensações da alma
Encontrar palavras para as coisas incompreensíveis
Viver a mais bela utopia da vida
Descobrir os prazeres da alma
Me encontrar,mesmo estando perdida
Eu queria ser guerreira
Possuir a coragem de Guevara
E a sabedoria dos idiotas
Eu queria a teoria
Possuir todo a excentricidade de Marx
Eu queria ser heroina
Mudar a visão dessa nação
Trazer o arroz com feijão
Para o prato de já não tem nem o pão.

Dáfni Priscila

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

indecifrável



A alma feminina
Parece até sina
Essa forma de amar.
Com olhos fechados 
e braços amarrados
me perdi nesse olhar.
O que outrora foi dor
hoje é calor de tua boca a me beijar.
Nua e sua
Me toca e me sente.
Desvenda o meu desejo 
Por que na alma...
esse amor já virou mar.

Dáfni Priscila