sábado, 29 de dezembro de 2012

Ilusório



Teu sorriso;
Doce e misterioso.
É minha vaidade,poder te ver.
Infinita é a beleza;
Desse jeito tímido;
Do olhar guardando o segredo;
Da forma de falar.
O batom vermelho dos meus lábios;
Manchando sua pele branca como a neve.
As marcas de amor por toda a casa;
O cheiro de sexo exalando de nossos corpos.
E quando nossos olhares se cruzaram...
Percebi! Já não existe fuga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário